Blog

A Pet Model Brasil foi destaque em entrevista no Jornal Propaganda e Marketing, um dos veículos de comunicação mais respeitados dos país. Em entrevista, nossa diretora apresenta o conceito da agência e comenta mais detalhes do trabalho da Pet Model Brasil. Confira entrevista:

Casting diversificado para as campanhas desafia profissionais

Empresas de seleção de elenco com foco na terceira idade e animais ganham espaço

Quando assistimos a um comercial de televisão ou analisamos um anúncio em uma revista, geralmente, não temos ideia do trabalho por trás daquela campanha. Entre as diversas áreas que compõem a produção, o casting – seleção de elenco – é uma das partes fundamentais para o sucesso de uma peça publicitária.

Para Tato Bono, head de produção da Publicis Brasil, um bom casting requer atenção, cuidado e uma boa pesquisa. “Um bom briefing é essencial para a escolha das pessoas certas. Temos clientes que possuem diversas orientações. Alguns gostam de trabalhar com pessoas reais. Já outros, possuem direcionamentos diferentes para a escolha do elenco. Um bom casting vai variar de acordo com o objetivo de cada campanha”, afirma.

Mas e os anunciantes? Será que já estão abraçando mais diversidade? Segundo Bono, alguns clientes mais que outros. “Aqui na agência temos o exemplo do Carrefour, uma marca que superabraça a diversidade. Na campanha Faz na sua, um dos filmes abre com um menino com Síndrome de Down. Já o Bradesco, em suas últimas campanhas, tinha diversos personagens com algum tipo de deficiência física, pois eles eram patrocinadores das Paralimpíadas. Um fato que acho interessante, e chama a atenção, é que sempre temos de atrair essas pessoas para o teste quando abrimos casting. Quem sabe no futuro isso não seja mais necessário e pessoas com diversos tipos de perfis se apresentem de forma natural”.

E foi pensando nessa diversidade e com uma ideia singular, que a advogada Maria Rosa von Horn abriu, em 2009, em São Paulo, uma agência de modelos para mulheres com mais de 50 anos. Com modelos maduras de todo o país, a Fifty Models possui atualmente cerca de 30 agenciadas que realizam trabalhos para diferentes marcas e empresas.

Segundo Maria Rosa, as atividades da agência valorizam a maturidade feminina. “Maturidade é o momento da reflexão e da renovação para se viver com plenitude os anos seguintes. Não adianta bisturi por fora sem plástica por dentro, retoque de raíz sem reforma do pensamento. O segredo é renovar-se interiormente e acreditar que você pode, sempre, reinventar-se. Somos as mulheres do passado que abriram portas para as destemidas do futuro”.

Agência de modelos Pet Model Brasil

Agência de modelos Pet Model Brasil

Mas se você acha que apenas crianças, mulheres e homens bonitos participam do casting de uma campanha, está totalmente enganado. Animais de diversos portes e espécies também participam dos processos seletivos. Há oito anos no mercado, a empresa Pet Model Brasil é especializada no agenciamento de animais para campanhas publicitárias e já conta com mais de 60 trabalhos em seu portfólio.

“Nossa meta é oferecer várias opções de modelos para cada produção a ser realizada, como eventos, ações corporativas, ensaios fotográficos e filmes publicitários, encaminhando os melhores adestradores para orientar produtores e clientes da melhor maneira possível, sempre garantindo o bem-estar e a segurança dos animais”, explica a diretora da Pet Model Brasil, Deborah Zeigelboim.

A agência, de Curitiba, que acaba de inaugurar um espaço em São Paulo, quer profissionalizar a área e proporcionar novas ferramentas para atender às demandas de todo o país. “Nunca aprovamos trabalhos que não nos garantam a segurança e bem-estar do animal, pois você tira ele de seu ambiente natural e o coloca em set de gravação que o animal não está acostumado. Para cada produção são avaliados o cliente, o produto, além da qualidade, ética e mensagem a ser passada”, explica.

Ainda segundo a executiva, os animais mais procurados pelo mercado são os cachorros e os gatos, que podem ter um cachê de R$ 1.200 a R$ 1.800, dependendo do porte do animal. Deborah ainda revela que o animal mais inusitado já selecionado de sua agência foi um jegue, para uma ação de Hyundai. “Temos 700 animais adestrados de diversas espécies que já fizeram trabalhos para a Unilever, Bayer, Prefeitura e governo do estado. Temos espaço na agência para todas as espécies e raças de animais em nosso elenco. A empresa funciona como mediadora e cuida dos interesses do tutor do animal, facilitando a produção, inclusive no dia.

O engraçado é que hoje a procura pelo pet é a menor do mercado”, completa.A nova campanha da Chevrolet, criada pela Publicis Brasil, para comemorar os dois anos da marca como líder de vendas, chamou a atenção dos consumidores ao trazer um papagaio cantor. “O animal virou a estrela da campanha. O papagaio ganhou uma proporção muito maior do que esperávamos, pois ele contracenou muito bem com o ator e a cena ficou incrível. Trabalhar com animal é sempre uma surpresa, pois a gente nunca sabe o quanto ele vai render. Sempre que temos animal no set o cuidado é redobrado com profissionais específicos para zelar pelo cuidado do bichinho”, diz Tato Bono, head de produção da Publicis Brasil.

Fonte: Portal PropMark por Alisson Fernández 

No mês de outubro, a Pet Model Brasil lançou uma campanha para alertar a prevenção do câncer de mama nos animais. Para disseminar a prevenção, a nossa parceira e médica veterinária, Dra. Carolina Rodrigues, deu dicas para os tutores cuidarem dos bichinhos e nossa fotógrafa, Elayne Massaini fez uma sessão de fotos especial com cães e gatos.

O resultado da ação você confere nos principais portais de notícias do Brasil, como a Folha de S. Paulo. Abaixo, confira a galeria de imagens que foi destaque na mídia.

Fotos: Elayne Massaini