112. Este é o número de cães e gatos que a ONG SOS Animais Abandonados mantém em Jundiaí, interior de São Paulo. Porém, existe grande chance que este número diminua. Em meio à crise, o número de doações mensais caiu em 60%, deixando a publicitária e diretora da ONG Valéria Bianchi em dificuldades. Segundo ela os gastos com os bichinhos pode chegar aos R$12mil por mês.

Foto: Reprodução/SOS Animais Abandonados

Outra ONG afeta pela situação de crise é o santuário de São Roque, na região de Sorocaba. A entidade cuida de 80 bichos, incluindo os 56 porcos resgatados do acidente no Rodoanel em agosto. Como a alimentação do bichinhos inclui trigo e milho, a alta do dólar influencia diretamente no fechamento das contas. A estimativa dos ativistas é de que o cuidado com cada animal gere uma despesa mínima de R$ 500 por mês.

“Só queremos continua funcionando”, diz Valéria.

FONTE: G1

Leia a matéria completa aqui.